Revista Profissão Docente https://www.revistas.uniube.br/index.php/rpd <p>ISSN: 1519-0919 </p><p>Avaliação Qualis/Capes (2013/2016) - Educação - B3</p><p> </p> Universidade de Uberaba pt-BR Revista Profissão Docente 1519-0919 <p>Os textos submetidos e aprovados pelo Conselho Editorial da <em>Revista Profissão Docente</em> serão publicados, e seus autores poderão dispor deles para posteriores publicações, sempre fazendo constar a edição original (título, <em>Revista Profissão Docente</em>, volume, número, ano de publicação e paginação do texto referido). Todos os artigos dessa Revista são de inteira responsabilidade de seus autores, não cabendo qualquer responsabilidade legal sobre seu conteúdo à Revista ou à Universidade de Uberaba.</p> EXPERIÊNCIAS FORMATIVAS ADVINDAS DO PROGRAMA RESIDÊNCIA PEDAGÓGICA EM UMA UNIVERSIDADE FEDERAL MINEIRA https://www.revistas.uniube.br/index.php/rpd/article/view/1439 O presente texto apresenta um relato de experiência pedagógica no que diz respeito ao trabalho desenvolvido na primeira fase do Programa Residência Pedagógica (PRP) no cerne de uma universidade federal mineira. O mesmo refere-se a um programa recém-criado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), cujo objetivo consiste em aproximar às instâncias formativas (escola e universidade), reelaborando as práticas de estágio supervisionado. Em relação à organização do relato propriamente, inicialmente foram tecidas algumas considerações gerais a respeito do gênero textual compreendido enquanto relato de experiência. Em seguida fez-se a exposição das diretrizes do PRP e as particularidades do núcleo no qual o trabalho pedagógico foi desenvolvido. Após, discorre-se sobre os três eixos epistemológicos sob os quais as atividades se fundamentam e, com efeito, nutriram as demais etapas do Programa. Já a seção subsequente se dedica a descrever cada uma das ações pedagógicas e seus desdobramentos, de modo que, na seção ulterior, seja possível analisar e estabelecer algumas reflexões em relação ao trabalho pedagógico realizado, cujos efeitos indicaram (de maneira auspiciosa) uma formação a qual evocou a produção de sentidos, partilha e protagonismo discente. Por fim se têm as considerações finais, momento em que exprimimos nossas impressões quanto ao caminho pedagógico realizado. Kleber Tüxen Carneiro Bruno Adriano Rodrigues da Silva Fábio Pinto Gonçalves dos Reis Copyright (c) 2022 Revista Profissão Docente 2022-04-26 2022-04-26 22 47 01 25 10.31496/rpd.v22i47.1439 Os meios mediacionais na formação de licenciandos durante o ensino remoto: uma análise dos impactos afetivo-cognitivos sob enfoque histórico-cultural https://www.revistas.uniube.br/index.php/rpd/article/view/1443 <p>O artigo apresenta uma análise dos impactos afetivo-cognitivos dos meios mediacionais na formação dos licenciandos da UEMG-Unidade Ituiutaba, durante o ensino remoto emergencial, a partir do enfoque histórico-cultural, obtidos durante pesquisa de iniciação científica-PIBIC/CNPq. A pesquisa teve como objetivo identificar como tais meios mediacionais foram usados durante o ensino remoto e se contribuíram com o processo de formação do pensamento teórico-científico, bem como os impactos afetivo-cognitivos gerados. Caracterizou-se do tipo qualitativa, de natureza aplicada e descritiva, pois observou-se o fenômeno e sua problemática com vistas a torná-lo mais explícito no âmbito didático-pedagógico. Desenvolveu-se pelo método da lógica dialética de construção do conhecimento em Kopnin, os dados foram coletados por entrevista estruturada e disponibilizada de forma on-line aos estudantes dos quatro cursos de licenciaturas da unidade. Identificou-se as seguintes categorias de analíticas: recursos e funcionalidades do Teams; contribuição significativa para os licenciandos; sentimentos gerados; apropriações conceituais; interações sujeitos e objeto do conhecimento. Os elementos didático-pedagógicos das aulas e dos meios mediacionais mais usados pelos docentes foram questionários, tarefas e fóruns de discussão, seguidos do chat, canais e postagens. Todavia os recursos que mais impactaram de forma positiva o afetivo-cognitivo dos discentes foram o chat com 40%, as tarefas com 20%, os questionários com 14%, os fóruns com 9% e os canais com 6%.</p><p>Palavras-chave: Meios mediacionais. Ensino Remoto. Impactos afetivo-cognitivos. Enfoque histórico-cultural</p> Patricia Lopes Jorge Franco Maria Tereza Almeida Pereira Copyright (c) 2022 Revista Profissão Docente 2022-04-26 2022-04-26 22 47 01 30 10.31496/rpd.v22i47.1443 Influências das pedagogias ambientais no Ensino de ciências https://www.revistas.uniube.br/index.php/rpd/article/view/1456 <p>As tendências pedagógicas tradicionais da Educação se apropriaram das pedagogias ambientais surgidas no movimento ambientalista, circunscrevendo-as pelas pedagogias tradicionais (liberais ou progressistas), conforme as orientações formativas dos docentes e das instituições de ensino, em função dos contextos socioculturais variados da história da Educação nacional. Este processo histórico faz com que as pedagogias ambientais possam ser categorizadas como sendo de tipologias liberais ou progressistas, determinando certos processos de ensino e aprendizagem, às vezes em detrimento de outros, em função da orientação pedagógica professoral ou escolar. Por sua vez, este determinismo pedagógico para a abordagem do meio ambiente influencia também a Educação em Ciências, que poderá ter os seus enfoques ou conteúdos definidos a partir destas correntes pedagógicas ambientais, em direção às tendências pedagógicas ambientais liberais ou progressistas, conforme o contexto educacional, ou seja, espaços e tempos do ambiente escolar ou acadêmico. O presente estudo conceitua e discute as diversas tendências das pedagogias ambientais em correlação aos contextos do Ensino de Ciências, expondo sinteticamente as possibilidades que se apresentam para os processos de ensino e aprendizagem e como estas vertentes pedagógicas ambientais podem enriquecer o aprendizado na Educação em Ciências.</p> Ronualdo Marques Carlos Eduardo Fortes Gonzalez Copyright (c) 2022 Revista Profissão Docente 2022-04-26 2022-04-26 22 47 01 16 10.31496/rpd.v22i47.1456 Metodologias horizontais nos primeiros anos do ensino fundamental: um desafio descolonial https://www.revistas.uniube.br/index.php/rpd/article/view/1440 <p><span>Neste artigo se exercita o pensamento crítico decolonial em um</span><span>ensaio sobre possíveis alternativas para horizontalizar metodologias nas práticas pedagógicas utilizadas em escolas públicas, nos processos de alfabetização e consolidação de aprendizagem nos anos iniciais do ensino fundamental. Intenciona-se verificar como se dá ou não a manutenção da colonialidade, eurocentricidade e subalternização daquilo que é próprio dos sujeitos em sua formação escolar básica. Para dar conta destes propósitos o estudo busca apoio teórico nas contribuições da perspectiva descolonial, explora as metodologias horizontais apontando o diálogo como instrumento de construção do conhecimento. O estudo enfatiza a escola ainda como espaço de manutenção de práticas colonizadoras e aponta para fissuras nesta estrutura que revelam possibilidades para a construção de intervenções docentes deste o viés descolonial. </span></p> Márcia Helena Dutra Schmidt Gilberto Ferreira da Silva Copyright (c) 2022 Revista Profissão Docente 2022-04-26 2022-04-26 22 47 01 18 10.31496/rpd.v22i47.1440 A literatura periférica na construção de uma cultura (literária) dos Direitos Humanos https://www.revistas.uniube.br/index.php/rpd/article/view/1446 <p>O presente trabalho tem por objeto o estudo sobre o papel da Literatura periférica na formação de uma cultura literária para os Direitos Humanos. No Brasil, desde a década de 1980, tem-se ampliado os estudos teórico-metodológicos que aproximam Direito e Literatura. Dentre as tipologias adotadas para trabalhar com essa aproximação, pretende-se usar a do Direito <em>na </em>Literatura. E é partindo dessa concepção de que a ficção é uma forma de conhecimento válido, filosoficamente capaz de dizer mais sobre o jurídico do que a própria lei, a doutrina e a jurisprudência que este resumo expandido se estrutura e se propõe a defender a utilização de textos literários para uma Educação em Direitos Humanos. A inserção desses textos no ensino jurídico adquire importância na medida em que possibilitam uma melhor formação de profissionais aptos a elevar a Ciência Jurídica a considerar interesses amplos de grupos sociais diversos.</p> Lucas Ferreira Mazete Lima Thaísa Haber Faleiros Copyright (c) 2022 Revista Profissão Docente 2022-04-26 2022-04-26 22 47 01 17 10.31496/rpd.v22i47.1446