Gestão da formação contínua de professores em agrupamento de escolas: dinâmicas e desafios

Anabela Azevedo Silva, Fátima Pereira

Resumo


Resumo

O presente artigo apresenta um estudo que procurou conhecer as relações da formação contínua com os novos desafios colocados ao trabalho dos professores e das escolas; estudar os processos de gestão da formação num agrupamento de escolas; e compreender se as questões da mediação, da comunicação e do trabalho colaborativo são importantes na gestão da formação no Agrupamento de Escolas.

Numa sociedade em contínua mudança, o desafio da formação pode surgir como resposta à necessidade de responder às características individuais e sócio organizacionais. Neste contexto, tem-se assistido a sucessivas alterações na política de formação contínua de professores e importa, deste modo, refletir de que forma estas conseguiram contribuir para a melhoria e aperfeiçoamento das práticas pedagógicas, no sentido de diminuir o insucesso e abandono escolares, promovendo a qualidade das aprendizagens e da educação em geral.

A investigação desenvolveu-se com base numa metodologia qualitativa, através de uma análise compreensiva do fenómeno em estudo, tendo em conta a singularidade do contexto e das pessoas em análise. Nesse sentido, realizamos um estudo de caso focado num agrupamento de escolas de Matosinhos, no distrito do Porto.

O estudo permitiu identificar a necessidade de uma maior reflexão na identificação das necessidades de formação e na elaboração dos planos de formação por parte das escolas e compreender que a gestão da formação em agrupamento de escolas requer maior envolvimento por parte dos professores e apoios de tipo diverso (designadamente institucional, científico-pedagógico e económico) para a sua organização e que faz sentido pensar na figura do mediador capaz de promover a partilha pedagógica e os recursos humanos e materiais e a insegurança profissional para experimentar a mudança.


Referências


Referências

AMIGUINHO, Abílio; VALENTE, Amândio; CORREIA, Hermenegildo; MANDEIRO, Maria José. Formar-se no projecto e pelo projecto. In: CANÁRIO, Rui (Org.). Formações e situações de trabalho. Porto: Porto Editora, 1997. p. 101-116.

BARROSO, João. Formação, projecto e desenvolvimento organizacional. In: CANÁRIO, Rui (Org.). Formação e situações de trabalho. Porto: Porto Editora, 1997. p. 61-78.

BOLIVAR, António. A escola como organização que aprende. In: CANÁRIO, Rui (Org.). Formação e situações de trabalho. Porto: Porto Editora, 1997. p. 79-100.

BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. Lisboa: Difel, 2007.

CANÁRIO, Rui. A escola: o lugar onde os professores aprendem. Psicologia da Educação, São Paulo, n. 6, p. 9-27, 1998.

CORREIA, José Alberto. Formação de professores: estudo temático. Porto: Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, 1997.

_______. La evaluocracia el papel de la evaluacion en la legitimacion y reconstruccion institucional de la educación. Revista da Asociacion de Inspectores de Educacion de España, n. 13, out. 2010a.

_______. Trabalho e formação: crónica de uma relação política e epistemológica ambígua. Educação & Realidades, v. 35, n. 1, p. 19-33, jan/abr. 2010b.

CORREIA, José Alberto; CARAMELO, João. A formação contínua de professores: da gestão da profissão à gestão da carreira. Lisboa: Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Lisboa, 1997. (Comunicação oral).

ESTEVES, Manuela; RODRIGUES, Ângela (Orgs.). Análise de necessidades de formação de professores. Porto: Porto Editora, 1993.

GENTILINI, João Augusto. Comunicação, cultura e gestão educacional. Cad. CEDES, v. 21, n. 54, p. 41-53, ago. 2001.

HARGREAVES, Andy. Os professores em tempos de mudança. Lisboa: Mcgraw Hill de Portugal, 1998.

KORTHAGEN, Fred A. J. Situated learning theory and the pedagogy of teacher education: towards na integratif view of teacher behavior and teacher learning. Teaching and Teacher Education, v. 26, p. 98-106, 2010.

LIMA, Lícinio. Construindo modelos de gestão escolar. Lisboa: Ministério da Educação. Instituto de Inovação Educacional, 1996.

LOPES, Amélia. Construção de identidades e formação de professores. Porto: Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto, 2007. Relatório da Disciplina (Provas de Agregação).

LOPES, Amélia; CORREIA, José Alberto; FELGUEIRAS, Margarida. Análise de necessidades na formação profissional de professores. Porto: Ministério da Educação, 1994.

NÓVOA, António. Formação de professores e trabalho pedagógico. Lisboa: Educa, 2002.

_______. Os professores na virada do milénio: do excesso dos discursos à pobreza das práticas. Educação e Pesquisa, v. 25, n. 1, p. 11-20, jan/jun. 1999.

_______. Para uma formação de professores construída dentro da profissão. Revista Education, n. 350, p. 25-34, 2009.

AUTOR. Dados retirados para efeitos de avaliação cega dos pares, 2011.

_______. Dados retirados para efeitos de avaliação cega dos pares, 2010.

_______. Dados retirados para efeitos de avaliação cega dos pares, 2001.

PORTUGAL. Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de Janeiro 2001. Estabelece os princípios orientadores da organização e da gestão curricular do ensino básico, bem como da avaliação das aprendizagens e do processo de desenvolvimento do currículo nacional. Diário da República, Lisboa, n. 15, 18 jan. 2001. I Série-A, p. 258-265.

PORTUGAL. Decreto-Lei n.º 15/2007 de 19 de Janeiro. Estatuto da Carreira Docente dos Educadores de Infância e dos Professores do Ensino Básico e Secundário. Diário da República, Lisboa, n. 14, 19 jan. 2007. 1ª Série, p. 501-547.

PORTUGAL. Decreto-lei n.º 249/92 de 9 de Novembro. Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores. Diário da República, Lisboa, n. 250, 28 out. 1994. Série I-A, p. 6485-6489.

PORTUGAL. Lei 46/86, de 14 de Outubro1986. Lei de Bases do Sistema Educativo. Diário da República, Lisboa, n. 237, 16 out. 1986. I Série, p. 3067-3081.

STAKE, Robert E. Investigatión com estúdio de casos. Madrid: Morata, 2005.

TARDIF, Maurice; LESSARD, Claude (Orgs.). O trabalho docente: elementos para uma teoria da docência como profissão de interacções humanas. Petrópolis: Editora Vozes, 2008.


Texto completo: PDF

Apontamentos